Saiba Mais: O terceiro encontro dos amigos da vila operaria velha.

Dias atrás eu tive grandes momentos de muita alegria, paz e um sentimento de respeito que recebi de pessoas que passaram pela minha vida na infância e adolescência: O terceiro encontro dos amigos da vila operária velha, conhecida carinhosamente por Opepa.

Aproximadamente 150  pessoas participaram deste grande evento que foi muito bem preparado pela comissão organizadora da festa. O dia era de temperatura agradável e de sol lindo, perfeito para confraternizar com amigos que já conhecia e outros que não via há alguns anos.

Como fazemos em todos os encontros, foram arrecados alimentos não perecíveis e doados para um asilo ali do Bairro mesmo. Um gesto nobre da parte da comissão, cada participante levou um quilo que com certeza foi doado de muito bom coracão por cada um. Isto prova que pessoas que fazem este tipo de evento, para reunir amigos que não se viam há muitos anos, realmente fazem para benificiar pessoas que necessitam de alguma ajuda e carinho. Eu tenho certeza da felicidade de cada idoso e dos funcionários do asilo em receber estes alimentos.

Um churrasco servido impecavelmente com vários tipos de carne, um chope geladinho para quem nao estava dirigindo e refri para quem iria dirigir depois da festa. Durante a semana anterior a festa, fomos alertados dos perigos de beber e dirigir via what’s up do grupo do terceiro encontro da opepa. Um gesto de muita inteligência.

Quando estava indo para a festa, estava um pouco nervoso, não sabia de como iriam me receber. A cada abraço que recebia dos amigos que reencontrava lá, fui ficando a vontade, na certeza de que todos que abracei foi com um sentimento inexplicavel, um bem estar, coisa que eu não sentia há algum tempo. Ao ver todos  em um clima de total  harmonia, carinho e principalmente respeito pelas diferenças de cada um lá presente.

Com um fundo musical dos anos 70 e 80 fomos tarde a dentro, lembrando os bons tempos da discoteca do União Mineira nos domingos à noite. Depois entrou a banda contratada para deixar o encontro ainda mais nostálgico com muúicas que lembravam muitas coisas boas de nossas vidas na opepa.

Este foi um dia muito especial para mim e com certeza para todos os presentes no terceiro encontro dos amigos da opepa 2018.

E quero expressar minha gratidão por receber o convite pessoalmente de um membro da comissão organizadora da festa que foi até minha casa. Um gesto de muita grandeza  que me motivou muito. Aproveito para agradecer a todos que realizaram este encontro que já é um grande evento de Criciuma, sao eles: Adriano ferreira. Déde Cechinel, Guelo apolinário, Rodrigo Mancha, Reginaldo Freitas, Emersom Apolinário, Adriano Lopes, Fábio Miguel e Marcelo Sônego. Vocês, grandes amigos, estão de parabéns!!

Uma homenagem para meu Bairro. Eternamente Opepa.

Uma raiz cortada é morte certa de uma árvore. Raízes jamais devem ser ceifadas, elas tem que serem eternamente preservadas, para nos trazer lembranças boas da trajetória de uma vida que foi abeçoada por viver no bairro onde você nasceu, cresceu e foi para o mundo, levando contigo esta raiz dentro do coração para quando puder voltar aqui e dizer nossa! Eu nasci na opepa, que bom voltar ao meu chão, meu lugar. Minha verdadeira raiz.

Contato. Beto romancini. Wats 9. 9963-3792

Ate a próxima.

opepa